A Desorganização é Inimiga da sua Saúde (Por Vanessa Tagliari)

Pode parecer exagero, mas o facto é que a desorganização pode, sim, afetar a sua saúde, principalmente a das crianças que precisam de rotinas e de tarefas para que tenham um desenvolvimento feliz e saudável.

Quando a casa se encontra em estado de desordem generalizada, você procura itens e não encontra, perde tempo, atrasa-se para os compromissos e vive em constante alerta e exaustão para realizar tarefas simples, mesmo aquelas que fazem parte do dia a dia comum da maioria das pessoas.

Roupas, calçados e acessórios espalhados pela casa, loiças por lavar de várias refeições, papéis, cadernos e canetas por todo lado, brinquedos espalhados pelo chão, casas de banho sem limpeza e arrumação, armários e gavetas abarrotados de tudo e mais um pouco… todas estas situações podem causar um impacto negativo na saúde física e mental dos habitantes da casa.

Viver num ambiente desorganizado pode ser prejudicial para crianças e adolescentes, pois crescem sem o sentido de responsabilidade e cuidado com as próprias coisas e tarefas domésticas, o que acaba por se refletir negativamente na sua vida adulta, causando prejuízos emocionais e dificultando os seus relacionamentos interpessoais.

Para os adultos, a desordem nos espaços também gera incómodos entre os familiares, atrapalha a sua produtividade, causa problemas financeiros e – em casos mais graves – causa até ruturas nos seus relacionamentos (como pedidos de divórcio, filhos que deixam de visitar os pais ou pais idosos que não encontram condições adequadas para viver com os filhos, caso seja necessário).

Além disso, a desordem dos espaços pode causar problemas de saúde físicos, desde algo simples como alergias até problemas mais graves como infeções causadas por bactérias derivadas do mofo ou alimentos estragados.

Já quando o assunto é saúde mental, a desorganização causa ansiedade, eleva os níveis para quem já sofre de ansiedade, gera altos níveis de stress, podendo progredir para quadros de depressão.

Cuidar desse equilíbrio entre organização e saúde é fundamental para ter uma vida feliz, tranquila e sem maiores prejuízos. A desorganização é algo que todos nós temos em casa, afinal a vida é movimento e a casa deve ter vida para ser saudável. Por isso, a desorganização merece atenção maior quando começa a afetar negativamente a qualidade de vida do indivíduo e das demais pessoas que habitam o mesmo lar. Quando a desorganização deixa de ser arrumada diariamente e rapidamente e passa a ser uma constante habitual, é hora de se preocupar e buscar ajuda para se voltar a organizar e ter uma vida equilibrada e saudável em todos os aspetos.

Saiba mais em : DEATHCLEAN

Autora: Vanessa Tagliari – Consultora em Organização.

Vanessa TagliariConsultora em Organização desde 2016, com certificação profissional comprovada e onde atualmente se encontra a especializar na resolução de problemas de desorganização crónica e acumulação excessiva.
A Vanessa, ajuda as pessoas a encontrarem a organização dentro de si através da organização dos espaços físicos. Saibam mais sobre o trabalho da Vanessa Tagliari em: Vanessa Tagliari – Organizadora Profissional

Contacto: vanessatagliariorganizadora@gmail.com ou +351 919 792 565

** Este artigo contou com a revisão e colaboração de: Adriana Schatz – Consultora em organização em Santa Catrina – SC Brasil (adriana@mapadaorganizacao.com.br).

PALAVRAS-CHAVE: Acumulação compulsiva; Hoarder; Hoarding; Deathclean; Organização; Organizadora; Vanessa Tagliari; Desorganização crónica; Lixo; Resíduos; Limpeza; Destralhe; Tralhas; Saúde Mental; Prejudicial; Saúde.