O que é o Transtorno de Acumulação? Por Vanessa Tagliari

Diferente da DESORGANIZAÇÃO CRÓNICA, O TRANSTORNO DE ACUMULAÇÃO É UMA PATOLOGIA E PRECISA DE SER TRATADA COMO TAL. Vamos entender:

A pessoa que sofre de transtorno de acumulação compulsiva sente uma necessidade forte de guardar objetos e fica muito angustiada quando é forçada a desfazer-se deles ou até mesmo quando pensa em vir a desfazer-se deles.

Esta acumulação pode ser tanto de itens comprados, como também dos recolhidos no lixo. A pessoa não tem espaço suficiente para acondicionar todos os objetos acumulados, as áreas de convívio ficam tão lotadas e desorganizadas que não é possível usá-las para a devida finalidade, exceto para guardar os objetos acumulados, como exemplo, pilhas de embalagens, descartáveis, sacolas e papéis acumulados, podem encher a sanita e cobrir as bancadas, o fogão ou o chão da cozinha, impedindo que a cozinha seja utilizada para cozinhar.

O transtorno de acumulação impede que a pessoa afetada veja a realidade em que vive, da mesma forma que as outras pessoas veem. Para ela está tudo bem viver assim, pois ela já se habituou aquela forma de vida, que na realidade não podemos sequer chamar de VIDA.

A acumulação excessiva interfere diretamente na qualidade de vida da pessoa afetada pelo transtorno, ela passa a viver mais isolada, não permitindo que ninguém entre na casa, incluindo os familiares.

A desordem pode ser um risco à segurança e à saúde de quem a habita, pois a residência pode ter risco de incêndio, infestação de pragas e em caso de emergência, pode acontecer que a equipa de resgate tenha dificuldade em entrar ou sequer conseguir.

O médico psiquiatra diagnostica o transtorno a partir da observação de algumas características: A pessoa possui posses em excesso, tem grande dificuldade em se desfazer dessas posses e sente muita angústia ou sofre diminuição da capacidade funcional devido a essa acumulação excessiva.

Um profissional de organização como eu, NÃO está APTO a diagnosticar se a acumulação é ou não parte do transtorno, o único que pode dar esse diagnóstico é o profissional de saúde, mais nomeadamente um PSIQUIATRA de acordo com o DSM 5 (Manual de diagnósticos de transtornos mentais) O profissional de organização, quando se depara com uma situação de acúmulo, pode no máximo IDENTIFICÁ-LA, jamais diagnosticar e muito menos tratar.

Diagnosticar e tratar o problema é fundamental. Além disso, é de extrema importância limpar a casa, entretanto, sem o tratamento com o profissional da saúde (psicólogos/psiquiatras), a acumulação pode voltar a ocorrer.

  • O mais indicado, caso você conheça alguém que viva nesta situação, é ter o máximo de empatia e amor por ela, você deverá ajudá-la a entender que já não pode mais viver assim, para isso um profissional de organização capacitado pode-lhe orientar sobre o que fazer!

Além disso, uma vez que a pessoa toma consciência de que realmente tem um problema e precisa de ajuda e inicia o seu processo de tratamento, o profissional de organização pode ajudar esta pessoa a tomar as decisões no momento da TRIAGEM dos seus pertences (decidir o que deve realmente guardar, doar ou deitar para o lixo).

Neste trabalho, que é MULTIDISCIPLINAR, recomendo ainda a contratação de uma empresa especializada e apta para ajudar a limpar a casa de quem tem ou teve acumulação excessiva. A DEATHCLEAN oferece um trabalho eficaz, que garante a higienização completa dos espaços.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre este transtorno que afeta milhões de pessoas mundo a fora, poderá oferecer ajuda mais acertada para um familiar ou conhecido que sofra com isso…

Autora: Vanessa Tagliari – Organizadora de Espaço.

Vanessa TagliariOrganizadora profissional desde 2016, com certificação profissional comprovada e onde atualmente se encontra a especializar na resolução de problemas de desorganização crónica e acumulação excessiva.
A Vanessa, ajuda as pessoas a encontrarem a organização dentro de si através da organização dos espaços físicos. Saibam mais sobre o trabalho da Vanessa Tagliari em: Vanessa Tagliari – Organizadora Profissional

**O texto deste artigo contou com a colaboração e revisão de Jaqueline Moreno, Organizadora profissional em Belo Horizonte –  Minas Gerais – Brasil.

 

PALAVRAS-CHAVE: Acumulação compulsiva; Hoarder; Hoarding; Deathclean; Organização; Organizadora; Vanessa Tagliari; Transtorno de acumulação